O que falta ao Benfas?

segunda-feira, 28 de abril de 2008

13ª Reflexão Semanal

Felix est non aliis qui videtur, sed sibi.
Feliz é, quem feliz se julga.

Hoje é o Primeiro dia do resto da tua vida

A principio é simples, anda-se sózinho
passa-se nas ruas bem devagarinho
está-se bem no silêncio e no borborinho
bebe-se as certezas num copo de vinho
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Pouco a pouco o passo faz-se vagabundo
dá-se a volta ao medo, dá-se a volta ao mundo
diz-se do passado, que está moribundo
bebe-se o alento num copo sem fundo
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E é então que amigos nos oferecem leito
entra-se cansado e sai-se refeito
luta-se por tudo o que se leva a peito
bebe-se, come-se e alguém nos diz: bom proveito
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Depois vêm cansaços e o corpo fraqueja
olha-se para dentro e já pouco sobeja
pede-se o descanso, por curto que seja
apagam-se dúvidas num mar de cerveja
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

Enfim duma escolha faz-se um desafio
enfrenta-se a vida de fio a pavio
navega-se sem mar, sem vela ou navio
bebe-se a coragem até dum copo vazio
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida

E entretanto o tempo fez cinza da brasa
e outra maré cheia virá da maré vazia
nasce um novo dia e no braço outra asa
brinda-se aos amores com o vinho da casa
e vem-nos à memória uma frase batida
hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Anúncio (tipo classificados do Correio da Manhã)

Hoje estou incomunicável, excepto através deste blogue, não é por não gostar de vós, mas porque me esqueci do telemóvel em casa.

segunda-feira, 21 de abril de 2008

The Black Parade

Son when you grow up,
would you be the savior of the broken,
the beaten and the damned?"
He said "Will you defeat them,
your demons, and all the non-believers,
the plans that they have made?"

De facto o mais difícil é vencermos os nossos próprios demónios.

sábado, 19 de abril de 2008

Dylan

How many roads must a man walk down,
Before you call him a man?

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Chuva

Não sei porquê mas o facto de estar abrigado vendo a chuva cair desperta em mim um sentimento de bem-estar e paradoxalmente de melancolia. Quanto maior for o aguaceiro melhor.

terça-feira, 15 de abril de 2008

Quiz de literatura ou o Galante armado em intelectualoide

Quem escreveu o seguinte poema?
Quem responder acertadamente ganha um belo queijo.

Funesta manhã que se levanta
Por entre as serranias já espreita o sol
Mais um dia de labuta se inicia
Encosto a cabeça a teu regaço
Recuso-me a partir

Vai trabalhar!!!
Dizes me tu cruel mulher
Se meu coração não te pertencesse odiava-te.

segunda-feira, 14 de abril de 2008

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Repasto

A quem interesse o jantar ficou marcado para amanhã às 21h.
O ponto de encontro é na saída do metro do campo pequeno.
Para mais informações contactar o administrador deste blogue ou o sr. dr. Bruno Matias.

sexta-feira, 4 de abril de 2008

11ª Reflexão Semanal

Quae vult rex fieri, sanctae sunt congrua legi.
Vão as leis onde querem os reis.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Como eu o compreendo....

O que há em mim é sobretudo cansaço

O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas -
Essas e o que faz falta nelas eternamente -;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,Cansaço...

Álvaro de Campos

terça-feira, 1 de abril de 2008

Breve, e brilhante, resumo da minha Índole

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
à parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.

Álvaro Campos (primeira estrofe da Tabacaria)